Translate

domingo, 27 de janeiro de 2013

[IJP] Conhecendo os personagens... #1

Boa tarde, prodígios! Como estão de leitura nesse finalzinho de janeiro? Bom, decidi criar uma coluna onde conto um pouquinho mais sobre cada um dos meus personagens de Instituição para Jovens Prodígios: A Seleção :)

[devaneio súbito, espero que gostem e não fiquem confusos com minha linha de raciocínio!]
--
Arte inicial de Lara Müller pela designer Dani Bragaglia
Recentemente venho me sentindo inquieta quanto a minha próxima saga. É indiscutível que IJP é uma série de fantasia e suspense, retratada no "mundo real", conhecido por todos os leitores.
A cada dia, no entanto, meu âmago deseja por mais... Eu preciso escrever mais. Pular as barreiras. Sair da minha zona de conforto. Brincar ainda mais com as palavras, deixá-las loucas - completamente piradas. Desejo que meus leitores se sintam como eu me sinto com escritores consagrados: extasiada.

Sei que talvez IJP não seja meu ápice (provavelmente não é) e que muitos poderão pensar: "Ah, mas podia ser melhor". É claro que poderia!! Mas eu precisei começar de algum lugar, certo?

E nada melhor do que começar demonstrando as frustrações, medos e inseguranças de uma adolescente que se encontra confusa no mundo real. Clichê? Talvez. Real? Com certeza.

Quem nunca parou por vários momentos para pensar naquele rapaz lindo e irresistível; que chorou por dias e noites afora, sem saber se aquela menina incrível se interessaria por ele? Claro, você pode não ter sentido isso a ponto do seu mundo virar de ponta cabeça, mas com certeza passou pelos dramas de um jovem.

Bom, Lara Müller é assim. Preocupada, familiar, amorosa, ingênua, inconsequente e atrapalhada. É jogada violentamente, sem tempo para entender o que está acontecendo, em um novo lugar, um novo mundo, de certa forma.... Sozinha. Perdida. Temendo por todos aqueles que ama.

E então começa a perceber que a situação pode ficar ainda pior - muito pior.

Ao longo de 4 livros descrevo seus medos e pensamentos. Ao longo de 4 livros ela demonstra que todo ser humano tem suas falhas e acertos e nem sempre é fácil crescer com as sacudidas bruscas da realidade.
Sua coragem, inerte e invisível dentro de si... Seu amor, um caldo efervescente de dúvidas e desespero.

O que ela pode fazer? Como resolver a situação? E por que ela, uma garota humilde que não era vista por ninguém a não ser por um amigo de escola, é a peça central para desmascararem a Instituição?
Isso e muito mais será revelado nos quatro livros de Instituição para Jovens Prodígios.

Ninguém é perfeito. Nem eu, nem você. Os personagens são apenas a sombra de nós mesmos, lutando para escaparem das páginas e pularem em cima de você, gritando esganiçados: "Mas eu sou real! Olhe pra mim!".

Conheça melhor Lara... Conheça melhor os personagens dos livros... Eles podem surpreendê-lo.

-

Abraços,
L. L. Alves

24 comentários:

  1. Aaaaaaaah que linda *-*
    Tinha que estar com um livro, senão não seria a Lara *--* hauahuahaa
    Só faltou uma coisa, óculos *-* haahuaha
    Adorei.
    Estou esperando uma certa escritora malvada me mandar a continuação, sabe... kkkkkk
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahaha Não é mesmo??
      Sim! Verdade ;)
      Mas como é a arte inicial, é um conceito por cima. Eu acho que ficou muito fofa e parecida *-*

      pois é.... Essa escritora malvada ainda precisa revisar mais para não desapontar os prodígios dela sabe? hahaha
      Mas logo logo ela manda ;)

      Beijos

      Excluir
    2. hauahuahaa
      Sim sim, ficou ótimo *-*
      Meu sonho era saber desenhar *o* hehehe
      Vou esperar essa escritora malvada me mandar u_u hahahaha
      Beijos

      Excluir
    3. *--*

      Pois é, eu também gostaria de saber desenhar \o\
      hahahaha Então tá. Beijos

      Excluir
  2. " Ninguém é perfeito. Nem eu, nem você. Os personagens são apenas a sombra de nós mesmos, lutando para escaparem das páginas e pularem em cima de você, gritando esganiçados: "Mas eu sou real! Olhe pra mim!". "

    Resumiu a minha vida hasuhuashuahushaush'
    Belo post Lu!
    Abrç'z \õ
    tenerdificando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahahaha Verdade, Caique??
      Obrigada, parceiro :)
      Beijos

      Excluir
  3. e sair da zona de conforto nao é facil pra ninguem viu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Alice! Mas com força de vontade a gente consegue :D

      Excluir
  4. que droga cliquei enter e meu comentário foi pela metade
    bom, é assim mesmo. escrever é uma tarefa dificil, porém prazerosa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem problemas, Alice ^^
      Exatamente! Beijos

      Excluir
  5. "Os personagens são apenas a sombra de nós mesmos"
    Lembro que uma vez te perguntei se você se achava parecida com Lara, você disse que sim... Ouso dizer que os personagens também são nossa luz refletida...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também lembro disso, Marcia. Poxa, adorei!! Realmente se encaixa melhor.... Que poético :D
      Beijos

      Excluir
  6. Oie, estou satisfeita com seu livro, não estou te agradando. Hahaha

    Mas acho que com certeza quando vc amadurecer mais e sai da "zona de conforto" com certeza vc vai nos surpreender"

    Beijos

    Livros... Eu quero ler sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Irinia!!! Fico MUITO feliz *O*
      Aah assim espero! E lutarei para chegar nesse ponto :D
      Afinal, escrever é minha vida <3

      Beijos

      Excluir
  7. Heeeey Lu! Voce ganhou uma Tag hehe
    http://tenerdificando.blogspot.com.br/2013/01/tag-as-11-coisas.html

    Abrç'z \õ

    ResponderExcluir
  8. Caramba, Luene! Estou precisando de IJP pra ontem! Assim você fica judiando quem não leu com essas descrições perfeitas :3 Admiro bastante o autor que consegue fazer uma estória aparentemente "cliché" tornar-se realista e alcançar o leitor de forma profunda. É bastante importante que a personagem tenha defeitos porque assim é mais fácil se identificar... boa sorte nas sagas! =D

    Clara
    http://labsandtags.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hehehe Poxa, fico feliz que tenha gostado, Clara *-*
      Exatamente, flor! Não adianta criar um personagem perfeito, porque nem nós somos perfeitos, certo? E se identificar com os personagens é essencial...
      Muito obrigada pelas palavras de carinho e incentivo!

      Beijos

      Excluir
  9. Adorei o desenho da Lara, ficou muito linda *--*

    Eu quero ler logo ushaushuasu'

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ficou mesmo, não é? *o*
      hahahaha Leeeia!

      Excluir
  10. Adorei essa sua nova coluna!!
    Você tem razão quando diz que a Lara é real! Sem dúvida é essa a impressão que a gente tem quando lê. Ela não é daqueles personagens todo perfeito que só pode existir nos livros.
    A impressão que ela passa é que ela pode estar por aqui, em algum lugar, e um olhar mais desatento pode não percebê-la.

    Quero ler sobre mais personagens!!
    Beijussss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem bom, Helaina! Bem legal não é? ^^
      Nossa, perfeita a sua colocação! Fico muito feliz por ter conseguido transmitir esse sentimento. Assim os personagens parecem mais próximos de nós, não é?

      Ok, vou preparar mais posts ^^

      Beeeijos

      Excluir
  11. Nossa. Que vontade de ler a sua saga Lu-chan.
    Só de vc descrever a personagem principal já me sinto dentro da história. Dá para sentir o sofrimento e a incerteza de Lara somente nesse pouco texto q vc escreveu. Vou esperar ansioso p/ ler a saga do IJP. Bjs e vc escreve muito e muito bem.
    P. S. = me tire uma dúvida Lu-chan. Ainda é correto usar a palavra estoria? É q vejo muitos blogueiro a usando e eu nunca havia visto falar dela. Bjs *-*

    http://peregrinodanoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade? :DD
      Poxa, fico muuuito feliz em saber que consegui expressar, mesmo que em poucas palavras, o que Lara sente em sua árdua caminhada. Isso é muito bom XD
      Muito obrigada, Bruno!!

      Então... Esses dias pesquisei sobre o assunto e descobri que não é "errado" usá-la, mas "estória" já não tem um significado diferente de "história". Eu uso sempre "história", afinal é a mesma coisa. Por isso é preferível não usar mais "estória". Em alguns lugares diz que está errado, em outros que não tem muita diferença... De qualquer forma, use "história" que você conseguirá passar sua mensagem bem ^^

      Beijos :*

      Excluir

Sua opinião é sempre bem-vinda!

Lembrando que:
1. todo comentário é moderado;
2. evite usar palavras de baixo calão, frases ofensivas ou preconceituosas, e principalmente conteúdo que não tenha relação com o blog e o mundo dos livros;
3. respondo todos os comentários.

Estou ansiosa para ouvir o que você tem a dizer!