Translate

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

Livros que valem a pena serem lidos #7

Bom dia! Sexta-feira!! Qual a leitura do final de semana?

Bom, pretendo escrever mais nessa coluna assim que eu for terminando de ler os livros da minha lista infinita de espera. A vez agora é de...

Dragões de Éter - Caçadores de Bruxas


Primeiramente, quem é Raphael Draccon?
Simples: um brasileiro nascido em Albuquerque com um talento incrível!

Não conhecia seus trabalhos até recentemente, quando comprei o box de Dragões de Éter que estava em promoção na Submarino, e comecei a ler. Seu estilo de escrita é... Peculiar. Mas de uma forma magnífica!

Vamos aos pontos que amei ao ler o primeiro livro da série:

Como disse acima, Draccon escreve de uma forma diferente - pelo menos diferente dos autores que estou acostumada a ler. Dragões de Éter é uma história narrada, não em primeira pessoa ou em terceira, mas contada por um narrador que até as últimas linhas da história não os é apresentado proriamente. Ele é onisciente: basicamente sabe tudo que aconteceu ou vai acontecer. Ele conta o passado de fulano, então resolve dar um pequeno spoiler do que pode acontecer com ciclano. É como se a história já tivesse acontecido há um bom tempo, e o narrador apenas está ali para narrá-la, como um bom conto de fadas...

Chegamos a outro ponto que Draccon soube usar com maestria: os contos de fadas.  No começo não vemos relação entre os contos de fadas que ele reconta em Dragões de Éter. São várias histórias paralelas e que cansam ligeiramente a leitura no começo, mas quando tudo começa a se encaixar...
Temos a garota do chapéu vermelho. Os irmãos João e Maria... Vou deixar assim para não estragar as surpresas =)

E o branco se tornou vermelho.
Emoção. Chorei tanto nesse livro que em alguns momentos fui obrigada a parar a leitura. E não pense que é um choro de tristeza (apesar de algumas partes serem muito tristes mesmo), mas de emoção. Ele usa as palavras e brinca com as frases de um jeito que só poderia me fazer chorar! Acredito que por ser uma narrativa diferente ele tem mais liberdade para criar sentenças e estórias lindas que tocam o coração.

São personagens variados e distintos. Não ficamos presos a fulana e ciclano. Temos o Rei e a rainha (ainda escrito com letra minúscula no começo da estória), os príncipes (Axeeeeel *-*), os plebeus, as crianças, os vilões... Todos tem personalidades bem definidas e ao decorrer da leitura vão evoluindo e mostrando quem realmente são.
Arte de Axel e Muralha. Vi em  http://carolmylius.com 
Não há uma definição concreta de Bem e Mal. Draccon deixa claro que o Bem e o Mal estão sempre tentando manter seu posto. Ou seja, todo ser humano tem um pouco dos dois e está sempre ora cometendo algum erro ora fazendo uma ação boa (Snail quem o diga...). É claro que existe o vilão - como eu disse - mas até ele é bem, como eu poderia dizer... descrito. Ele está ali com um propósito e como todo ser humano vai correr atrás até conseguir o que quer. Afinal, o que seria de uma história sem um bom vilão?

"Até mesmo eles sabiam que o Bem e o Mal estavam em todos os cantos, disputando seus pontos de vista." (p. 84)

E, por fim, como não considerá-lo um gênio quando ele é capaz de criar um mundo novo, nesse caso, Nova Ether? Com suas próprias regras, semideuses, fadas, bruxas e piratas? Vocês sabem como fico encantada com literatura fantástica e não foi diferente ao ler Dragões de Éter. Há também certa religiosidade na estória: os semideuses, fadas e até mesmo a figura da Morte são vistas e entram em contato direto com os humanos "comuns". Além disso, o final é de arrepiar. Sabe quando você termina de ler e fica parado, sem saber o que fazer? Apenas lendo e relendo as últimas linhas até realmente entender que acabou?

Não vejo a hora de começar a ler Corações de Neve, a continuação!

Os pontos negativos já foram citados: a leitura no começo é lenta e um pouco cansativa. Após várias páginas, quando começamos a entender como tudo vai se interligar, é que a leitura torna-se emocionante. Outro ponto negativo é que é ligeiramente confuso no início. Quero dizer, compreender esse novo mundo, como ele é formado e todas as crenças envolvidas, pode ser fácil para alguns, mas é preciso realmente entrar na história e imaginá-la como se realmente existisse.

Mas, afinal, nós leitores sempre imaginamos, não é? :-)

"Entretanto, em locais que sejam fruto de pensamentos etéreos como o é Nova Ether, podemos viajar por dentro de tais fios de espaço e tempo para mostrar o mesmo evento do ponto de vista real dos que lá estão naquele momento. Por isso farei ainda melhor agora: levarei você até lá.  Mantenha a mente aberta, porque iremos neste momento ao porto de Andreanne (...)
E um, e dois.
E três." (p. 113)



Devo dizer que não vi nenhum dragão, infelizmente. Mas não é por isso que a estória é ruim. Acredito que ela seja muito mais complexa e rica de fantasia e significados do que eu mesma posso tentar entender.

Na minha opinião, Dragões de Éter pode se comparar a Coração de Tinta, da Cornelia Funke, As Crônicas de Nárnia de C. S. Lewis e até Harry Potter, da J. K. Rowling. É um mundo novo e maravilhoso... Eu, sem dúvida, gostaria de passar um tempinho por lá!

E você: já leu? Se não, o que está esperando?! Vai se apaixonar.

Abraços,
L. L. Alves

P.S. Perceberam que eu não contei NADA do enredo? Agora vocês vão ficar curiosos e vão ser obrigados a ler. hehe Além disso, contar partes de livros vai contra minha política anti-spoilers.

20 comentários:

  1. Oi Luene;
    Tudo bem??

    Ainda não li não, mas se você diz que se compara a Coração de Tinta, da Cornelia Funke, As Crônicas de Nárnia de C. S. Lewis e até Harry Potter, da J. K. Rowling, então é muito bom!!
    Darei uma chance à essa estória quando tiver oportunidade, afinal você sabe, fantasia é comigo mesmo!!

    Beijussss;
    http://hipercriativa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oooi! Tudo sim e você?!

      Sim! Estou sendo bem sincera viu? hahaha
      Ah que bom!! Tenho certeza que você vai adorar =D

      Beijão!

      Excluir
    2. Tudo bem comigo também!! :D

      Vou colocar ele na minha lista de leitura... acho que só devo demorar um pouquinho pra terminar a lista.... tipo... o mundo não acaba esse ano não, acaba? rsrs

      Beijusssss;

      Excluir
    3. Ok... Não tenha pressa! \o\

      hahahahaha Espero que não!! Ainda tenho muuuuitos livros pra ler! O.O

      Beijos

      Excluir
  2. Eu tenho muito vontade de ler esse livro.
    Todas as vezes que o box entra em promoção no submarino, eu estou sem dinheiro, mas a próxima eu não perco kkk
    Adorei o post.
    Esse também está na minha listinha.
    Beijinhos,
    fulanaleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não pode perdeeeer, Kezia! hehe

      Obrigada! Que bom! Leia que você vai adorar =)

      Excluir
  3. Adoorei a resenha Lu e gosto mt de ler livros em que me emociono, rs, acho super legal, haha.
    Vendeu bem a obra e o autor viu? rs
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada!! =D

      Pois é né! haha Mas é porque é muito bom mesmo!!!

      Beijos

      Excluir
  4. Gosto muito de literatura fantastica!! Meu genero preferido!! Esse estilo de narrar (pelo que você disse) me lembra a menina que roubava livros. A narradora da a opinião dela, conta o que vai acontecer, volta no tempo, acho esse estilo bem diferente e legal!
    Gosto muito desses livros onde tudo é uma questão de ponto de vista, essa coisa de bem e mal já está ultrapassada.
    Se o universo do Éter é tão bom quanto o de Nárnia e o de Harry Potter eu vou ter que ler! Amo ler livros com novos universos (porque cá entre nós, o nosso é bem chatinho).
    Ainda bem que você não deu spoiler, também não gosto heheh
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O meu também, Marina! *-*
      Verdade! Não tinha pensado nisso. É bem diferente e legal mesmo.

      Sim. Ai, é maravilhoso.......... Meus olhos brilham ao lembrar de Nova Ether *-*

      Beijos!

      Excluir
  5. Oi Luene!
    Com certeza eu vou gostar da leitura desse livro,me apaixonei por livros de fantasia e esse me fisgou.
    Abraço!

    Bruno
    http://oexploradorcultural.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Bruno! =D

      Que bom!! Então uma ótima leitura pra vc viu! Abraços :D

      Excluir
  6. Adoro fantasia!! Com certeza Dragões de Éter entrou para minha lista!

    bjs

    ResponderExcluir
  7. Lu! Já tinha visto esse livro mas nunca parei para prestar atenção nele. E quando li seu post fiquei encantada coma estória. Gostei muito do jeito que você descreveu o livro que com certeza eu vou ler.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aaah tem que ler, Camila! É maravilhoso =D

      Obrigada!! Beijos

      Excluir
  8. Olá ainda não tinha escutado sobre o livro mas amei seus comentários e fiquei mega curiosa, agora preciso ler hehe

    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ebaa, Taty!! Leia sim. É muito bom! ^^

      Excluir

Sua opinião é sempre bem-vinda!

Lembrando que:
1. todo comentário é moderado;
2. evite usar palavras de baixo calão, frases ofensivas ou preconceituosas, e principalmente conteúdo que não tenha relação com o blog e o mundo dos livros;
3. respondo todos os comentários.

Estou ansiosa para ouvir o que você tem a dizer!