Translate

terça-feira, 11 de setembro de 2012

As temidas revisões

Depois de um feriadão regado a amigos, Xbox e um resfriado básico, nada melhor que voltar a rotina. Sei que estou há dias sem publicar alguma coisa, mas tenho minha desculpa ok? Se o que você leu acima não for uma desculpa boa o suficiente saiba que estava dando tempo para que todos meus seguidores e amigos lessem a sinopse de A Seleção com calma e imaginarem o que está por vir.

Bom, hoje venho abordar um tema que eu considero muito delicado: revisões.


Nós, escritores, sabemos - ou deveríamos saber - que revisões são importantíssimas. Eu, particularmente, não acredito que um texto esteja bem escrito sem passar pelas temidas revisões. Mas é agora que você me pergunta: e como faço isso?

Eu sigo algumas regrinhas para "lapidar" meus livros e tentar não enlouquecer no processo. Adianto que não há uma ordem certa e varia de escritor para escritor, mas listei a seguir algumas dicas para que seu texto, seja romance, crônica, etc., consiga chegar brilhando nas mãos de um leitor.

Vamos lá!

1 - Sabe como é, né? Eu tava paçando pela prassa e vi dois meninus...
Erros gramaticais... Nem preciso falar mais, certo? Sei que hoje temos a ajuda do querido Word ou BrOffice e sabemos na mesma hora se alguma palavra foi escrita incorretamente. MESMO ASSIM, esses editores de texto não são infalíveis!!! E não acredite que você é o fera da gramática: ninguém está imune a erros. Por isso em uma primeira revisão sugiro que você se atenha aos erros gramaticais, ou mesmo de digitação (comigo acontece seeeeeempre, trocando como por com, por exemplo).

2 - Ele foi, na casa dela e os dois saíram juntos Maria não queria ir mas, depois decidiu que assim era melhor!
Pontuação. Felizmente acredito que estou bem nesse quesito. No entanto, sempre estou atenta a pontuação no texto. Às vezes acrescento uma vírgula desnecessária ou crio uma frase muito longa. Sem esquecer dos parágrafos. Tudo é uma questão de estilo, vocês sabem, mas alguns erros são fatais.

3 - Mariazinha levou o pão até a mesa, mordeu um pedaço e começou a conversar com o Joãozinho... Irritou-se com o menino e cuspiu a gelatina que estava comendo.
Hã?! Isso é o que podemos chamar de inconsistência, sem nexo, "não faz sentido", você pode escolher como denominar. Parece bobo e improvável de acontecer, mas acreditem: acontece!! Quem está acostumado a escrever de pouco em pouco acaba esquecendo de ler as últimas linhas e retomar a história e acaba criando situações que não existem: como um pão se transformar em gelatina! Por isso foque-se no texto e procure por essas inconsistências: seja no figurino, nas falas, nos alimentos, no cenário... Em tudo.

4 - Não fale assim. - ele berrou.
Falas... Que tipo de berro é esse? Sem um ponto de exclamação?!?!?! É sempre bom dedicar um bom tempo às falas dos personagens. Seu texto pode não possuir muito diálogo, e a não ser que não tenha NADA, fique ligado nos nomes dos falantes. Um erro é sempre comum, principalmente se você tem problema em criar nomes para seus personagens. Eu, por exemplo, tinha uma certa fixação pelo nome Verônica em minhas histórias. Era tanto fanatismo que quando decidi mudar só escrevia "Verônica" ao invés do nome da protagonista. Então note se os nomes estão corretos, ou se os verbos de ação (como murmurar, gritar, falar) estão sendo usados adequadamente. Nada pior que um diálogo que "quebre" todo o ritmo da leitura.


5 - Cenários... Vixi.
Assunto delicado. Talvez a parte mais difícil pra mim é trabalhar com o cenário. Então não seria nenhuma surpresa saber que estou sempre revisando esse quesito, acrescentando detalhes ou retirando o necessário - o que é MUITO importante. Revisar não é apenas mudar ou acrescentar, mas também retirar o que está atrapalhando a compreensão do texto. Então trabalhe os cenários e molde-os de acordo com seu estilo.

6 - O rei apareceu resmungando sobre a roupa da rainha.
Ler em voz alta alguma passagem que parece de primeira confusa ou esquisita pode ajudá-lo muito a perceber algum problema. Temos a horrível cacofonia (quando as palavras possuem sons parecidos tornando seu texto ligeiramente engraçado e confuso, ocorre por exemplo com as palavras "uma mão") que deixa qualquer texto, por assim dizer, feio. Quando ela está presente por um motivo claro, como divertir ou descrever alguma situação, é outra história. Mas evite-a sempre que possível.

7 - Umaaumaumaauma... Uma a uma... UMA.A.UMA
Resolvi desenvolver melhor a dica 1. Começo dizendo algo que mudará a vida de vocês: LEIAM COM CALMA! Parece fácil falar, mas eu sou uma pessoa muito ansiosa e se um livro - ou minha própria narrativa - me animam em algum ponto eu apenas escrevo e escrevo e escrevo, sem pausas nem para respirar! É um ótimo fluxo e parar esse tipo de raciocínio é péssimo. No entanto, aguarde esse frenesi passar e volte ao capítulo anterior, lendo tudo de novo, com calma. E então note o que foi digitado incorretamente (como já disse é mais frequente do que imaginamos) e procure pelas palavras "comidas". Vamos ser sinceros né? "Comer" palavras em algum texto é natural, seja digitado ou escrito à mão.

8 - Tenho 25 laranjas, mas pela manhã já comi duas. Então fiquei pensando indignada: paguei 5 reais por elas!
Vi essa dica em um ótimo livro que peguei emprestado da BU da UFSC - não lembro o nome do momento - que dizia que o melhor a se fazer quando se está trabalhando com números (dias, horas, valores) é "padronizar". Pessoal, não escrevam: "Ele acabou de completar 21 anos. Mas a irmã tem apenas dezoito." Se for usar "21", use "18", e vice-versa. O texto fica bem mais bonito, tenha certeza disso.

9 - Ler tudo de novo... O texto como um todo.
Um dos passos mais importantes - apesar de estar em nono lugar - é ler seu texto como um todo. Como assim? Bom, você precisará lê-lo incontáveis vezes, aceite essa verdade (a não ser que queira que seu trabalho fique... sabe como é...). Você precisará, em um momento de toda essa revisão, se focar apenas nos acontecimentos do livro. Quando é apenas um conto, crônica ou romance - diferente das séries - talvez seja mais fácil. Você se concentra no texto e vê se desenvolveu tudo que queria ter desenvolvido. Vá anotando em cada passo da escrita e das revisões pontos que precisam ser adicionados ou excluídos. E então dê aquela "lida rápida e geral". Assim você poderá sentir o clima da história e ver se ainda está falando faltando (só percebi o erro depois que meu namorado leu e me avisou! percebem como revisar é importante?) algum ingrediente. Ter a sensação que ainda falta alguma coisa é normal também...

10 - Oi? Pode me ajudar?
Minha última dica referente as temidas revisões se concentra em... mais revisões! Dessa vez, no entanto, você precisará de um ombro amigo. Não, não necessariamente para chorar (aqueles que não aceitam bem as críticas provavelmente acabam chorando...), mas para que outra pessoa leia seu texto e note se ainda há erros gramaticais, inconsistências, falas confusas... Tudo que listei acima. Procurar algum familiar, amigo, conhecido ou mesmo profissional que revise seu texto é importantíssimo. Não podemos ser orgulhosos nesse ponto se quisermos que nosso texto alcance o mesmo nível de autores consagrados. Antes mesmo de enviar para um profissional ou para as editoras que tem seus revisores, peça para algum conhecido revisar. Ele poderá lhe dizer o que está faltando, o que achou que não ficou tão bom, algumas sentenças que poderiam ser mudadas.... Enfim, será capaz de dar o seu parecer sobre a obra. E, acredite, todos tem algo incrível a dizer.



Ufa, cansou! Viram que não é moleza nenhuma né? Como já falei, e continuarei a falar, revisão é coisa séria. Não é o simples fato de passar os olhos sobre sua obra novamente. Requer muita (muuuuuuuita) paciência e disposição. Espero que as dicas sejam úteis e que vocês possam deixar seus textos ainda mais lindos e incríveis, como tenho certeza que estão :)

E você tem alguma dica para me dar?

Abraços,
L. L. Alves

45 comentários:

  1. Boas dicas mas fazer revisão deve ser muito chato hehe, mas necessário por que ninguém merece ler textos com erros ou sem nexo

    bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Taty! É um pouco chato sim, mas super necessário! Beijos

      Excluir
  2. Revisão é um HORROR! Invariavelmente em mudo o texto quase todo enquanto estou revisando... kkkk... Odeio cacofonia e cacófatos tipo prima maminha, ela tinha; odeio repetição - acho que você pode incluir isso nesta dica - do tipo: Ele saiu, depois ele andou até o carro, então ele ligou o carro e ele partiu para o trabalho. E ADORO frases longuíssimas, e mesmo algo desconexo nelas... rs

    Eu ainda estou pedindo ajuda para revisão, meu livro saiu com erros, escritor não serve pra revisar tudinho... Hehehe

    Beijo
    [grobsch.com.br]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também sou assim! Mas é sempre bom né, Flavio?

      Hmmm. É mesmo! Repetições também são péssimas!

      É o que eu disse: se você escreve determinada frase com algum propósito é uma coisa. Mas se é apenas descuido... Tem que arrumar né:

      Eu ainda sei que erro muito! É sempre bom uma ajudinha!

      Beijos =D

      Excluir
  3. Muito boas as dicas!!
    A dica que eu tenho pra dar é: nunca mais troque pudim por torta de maaçãa hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahahaha Pois é. Essa não erro mais! (eu acho)

      Excluir
  4. Para mim funciona deixar o texto "descansar" um pouco antes da revisão. Se escrevo algo e tento revisar já nos próximos dias, não consigo me distanciar o suficiente. Então a melhor coisa nesta hora é dar um tempo, uma semana se possível, para só depois iniciar a revisão.
    Certamente, a leitura de outra pessoa também é muito valiosa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deixar descansar é a melhor dica, na minha opinião. A leitura de outra pessoa (ou outras pessoas) também é essencial, porque quem escreveu o texto às vezes deixa de enxergar várias coisas por "cansar" do texto.

      Excluir
    2. Tem toda razão, Márcia!!!!!!!!! Tinha esquecido disso. É uma ótima dica deixar o texto "descansar". Valeu por me lembrar! =DD

      Beijão!

      Excluir
    3. É bem isso mesmo, Claudia.

      Excluir
  5. Ótimas dicas e um belo conteúdo para estudos!
    Quando leio teus textos penso "essa menina tem tudo para chegar aonde quer", pois és muito dedicada em tuas ideias. Apoio em tudo! :)

    Beijão, Lu. :-*
    Saudade. ^.^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Eni!!

      Poxa, fiquei muito feliz com seu recado! Obrigada pelo apoio de sempre!!!

      Beijão!! temos que voltar a nos falar \o

      Excluir
  6. Realmente colega, revisões é bem delicado, mas também necessário, sempre é bom uma opinião de fora não é verdade?

    Sucesso \o
    tenerdificando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Adorei as dicas! Adoro caçar erros de portugues ou de concordancia! kkkkk. Faço isso em revistas, livros e jornais! Depois fico imaginando o que que o revisor tava fazendo que não viu aquele erro. xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahaha Sério, Kalisa?! Que coisa! Ah isso é verdade... Mas para ser bem sincera acho que vida de revisor deve ser muito complicada (para não dizer chata hehe)

      Excluir
  8. te entendo muito bem, tem gente que nao´pontua nada direito e ainda tem uns erros gramaticas péssimos ç.ç
    é trash

    a postagen ficou muito instrutiva viu

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Dai a leitura não anda né? É péssimo!

      Obrigada, Alice :D

      Excluir
  9. Adorei as dicas tbm. Pra escrever no blog tbm tenho que ficar cuidando muito. Pois cada erro pode ser fatal. E os leitores não perdoam tanto kkkk
    Mas eu melhorei muito a minha escrita lendo... e como leio tanto^^
    rsrs
    Bjs
    MauMau
    Blog - Sonhos e Resenhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Mauricio! =)
      Isso é verdade! Não perdoam mesmo.

      Que legal! Quem lê muito sempre ganha conhecimento.

      Beijos!

      Excluir
  10. Muito bacana essas dicas Lu! Imagino como deve ser trabalhoso revisar.
    Eu não escrevo, mas acho que essas dicas são muito valiosas para qualquer pessoa. Mesmo não sendo uma escritora, tenho que saber (pelo menos) fazer uma redação... rs


    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Celle!!

      Claro. Não precisa ser necessariamente um escritor de romances. Afinal, saber usar pontuação ou encontrar erros gramaticais e de concordância é importante em outros aspectos, como uma redação, por exemplo.

      Você escreve super bem, tenho certeza que se dá bem em revisar! =)

      beijos!

      Excluir
  11. Oi Lu! Adorei o post!
    Finalmente tive coragem e comecei a escrever.. *-*
    Eu vou guardar esse post para o futuro, adoro as suas dicas!
    Beijinhos!

    Camila.
    loucuradelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada *-*

      Ebaaaaaa! Quero ver seus romances incríveis no futuro, viu!! Serei uma leitora ávida, com certeza!

      Beijos!!

      Excluir
    2. Ebbaaa, mais uma escritoraaa... Vou seguir teu blog para cobrar esse livro... rs

      :D

      Excluir
    3. Oww! *-*
      Pode deixar! ♥♥
      Beijinhos!

      Excluir
  12. Ai que legal. Depois dessas dicas vou ver se tomo vergonha e volto a escrever. Comecei, fiz 7 capítulos e abandonei rs
    Adorei o post e estou ansiosíssima pelo livro *-*

    Beijinhos,
    fulanaleitora.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hmmm, que legal, Kezia! Continua sim. Agora eu que fiquei curiosa! hehe

      Beijos!

      Excluir
  13. Olá, bom dia :D
    Amei as dicas, muito úteis. É sempre bom revisar um texto, seja ele qual for ^-^ Procuro sempre revisar meus textos quanto a ortografia, e as vezes não me atento aos demais aspectos.
    O que acho um pouco complicado dependendo do texto é verificar se está coerente; as vezes me perco em certos pontos de um determinado texto, ai é ler, e reler, e ler novamente XD

    Beijinhos ^^
    Isabelle - http://attraverso-le-pagine.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom diaaa! Obrigada :D
      Você tem toda razão, Isabelle. É ler e reler e reler...

      Beijos!

      Excluir
  14. excelentes dicas!!! com o tempo vai ficando cada vez mais fácil não errar, mas temos sempre que ficar de olho. :) beijo!

    ResponderExcluir
  15. Aah, eu passei a usar este corretor online: http://www.flip.pt/FLiP-On-line/Corrector-ortografico-e-sintactico.aspx. Tem me ajudado muito... rs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conhecia esse!! Obrigada pela dica, Flavio =d

      Excluir
  16. Puxa, a número três acontece direto comigo! As vezes eu dou uma pausa pra pensar, quando retomo escrevo um monte de coisas sem nexo!! Estou revisando meu livro agora e já vi cada coisa!
    Uma coisa que eu faço muito: - o que você está fazendo - ele perguntou. E a exclamação meu Deus? Cadê?? rsrs'
    Eu leio com tanta pressa que costumo revisar um texto duas vezes e pular os mesmos erros. Quando comecei a escrever, revisava o texto pra tirar os erros assim que acabava o capítulo. Fiz isso nos 10 primeiros capítulos e foram os que mais encontrei erros o/
    Com números eu sempre escrevo por extenso, hábito ^^
    Essa dos amigos para revisar eu já tinha lido em outros lugares. Parece que todos os escritores falam isso: "ache leitores beta para ler seu livro para você. mas não escolha um leitor sincero, de preferencia não seja sua mãe!" heheh mãe nunca põe defeito em nada! Eu não sei como vou fazer com os leitores beta, ninguém da minha familia gosta de ler! E as poucas pessoas que conheço que gostam, tem medo de me ofender :/ Oooo tristeza. Vou ficar 24 horas por dia em uma biblioteca fazendo novas amizades até aparecer um voluntario para ler meu livro quando estiver terminado. :D
    Quando estou revisando, fico pensando: um leitor entenderia essa parte? As vezes tem uma cena super clara pra gente, e quando uma pessoa lê ela não entende nada!
    Eu tenho sorte com essa coisa de erros gramaticas, se for uma regra que conheço, vejo na hora (as pessoas na minha sala até pediam pra revisar a redação deles antes de entregar o professor). O meu problema é que eu começo a ler e "entrar" na história, ai bye bye revisão!
    Revisão é muito importante mesmo, esses dias estava revisando um capítulo e percebi que tava cheio de coisas sem sentido (como diz meu irmão, "mudou depois").
    Adorei as dicas Lu, estava mesmo precisando.
    Tenho uma pergunta, eu coloco travessão nos meus textos, tem algum problema colocar?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é! É engraçado que a gente só percebe quando para mesmo e lê de novo.

      Poxa, isso é normal pra caramba, Marina. Eu revisei meu primeiro livro da saga incontáveis vezes, pelo menos não menos de dez vezes o livro inteiro. E na décima primeira vez ainda encontrei erros!!!!! Acabamos nos acostumando e não percebemos. Por isso ter alguém de fora para notar é ótimo.

      EU POSSO LER *-* hehe
      Pois é... Pedir para irmão, namorado, pais ou parentes para lerem seu livro é complicado. Eles vão ter pena de serem críticos, sabe como é.

      Bom, que legal isso! Estar sempre pensando no leitor é super importante!
      Aaah também sou assim!!!!! Entro tanto na história que deixo de perceber os errinhos. Mas a gente acaba pegando o jeito da 'coisa' depois.

      Que eu saiba não tem problema nenhum!! São diálogos? Ou apenas o enredo mesmo? Porque em diálogos é normal, quanto ao resto, como narração e descrição, não vi muito sendo utilizado, mas não acredito que tenha problema.

      Tenta me dar um exemplo!!

      Excluir
    2. Olha que eu peço pra você ler mesmo ein kkkk
      Pedir parentes é mesmo dificil, eles tem medo de ofender ou pensam que a gente não vai gostar da critica.

      Eu falei errado, não é travessão não (sempre confundo) é aquele espaço no inicio quando você aperta tab, aquele espaço entre a margem e o inicio da frase. Eu peguei o costume de usar isso em tudo, de tanto meu professor falar: "inicio do paragrafo tem que ter dois dedos de distancia da margem". Não sei se tem problema não, mas li em um lugar que é a editora que põe :O

      Excluir
    3. Eu leria com o maior prazer, é verdade!!! =D

      Aaah entendi. Bom, eu sempre uso, porque é como você disse: o espaço indica o começo de um novo parágrafo. Acho que não tem nada disso de a editora colocar. Talvez ela mude alguma configuração né? Mas não faz mal. Acho que deixa o texto até melhor de ser visualizado :D

      Beijos!

      Excluir
    4. Ufa ainda bem que não tem problema, se não eu teria que mudar o livro todo! Também gosto mais assim com espaço, fica melhor de ler. Obrigada por responder minhas mil perguntas heheh

      Beijos

      Ps: gostei da corujinha *--*

      Excluir
    5. Imagino! Mas nem precisa se preocupar muito com essas coisas técnicas, Marina. Indo para alguma editora eles "resolvem" os probleminhas =D

      Pode perguntar mais! Gosto de ajudar escritores como eu *-* (verdade, não estou sendo legal não! haha)

      Yaaaay. Acho que a corujinha combinou bem com o blog né?! :DD

      Excluir
  17. Ai... eu me cansei tb! rsrsrs

    Mas vale a pena né? Depois do trabalho a recompensa!

    bjooos e obrigada por ter passado no blog... bjbjbjbj

    http://livroseuquerolersempre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiim, sem dúvida!! =)

      Que isso! Adoro seu blog.

      Beijos

      Excluir

Sua opinião é sempre bem-vinda!

Lembrando que:
1. todo comentário é moderado;
2. evite usar palavras de baixo calão, frases ofensivas ou preconceituosas, e principalmente conteúdo que não tenha relação com o blog e o mundo dos livros;
3. respondo todos os comentários.

Estou ansiosa para ouvir o que você tem a dizer!